sexta-feira, dezembro 25, 2009

coisas que devemos saber

estou lendo um livro maravilhoso: "O livro mais mal-humorado da Bíblia"
de Ed René Kivitz.
recomendo a qualquer um que queira aprender o que é o Evangelho em termos práticos. Recomendo também para aqueles que não tem medo de discussões polêmicas. E, ainda, para aqueles que se cansaram de ler livros que dizem sempre as mesmas coisas sobre as mesmas passagens bíblicas. O objetivo do post, especificamente, é reproduzir uma passagem que não quero esquecer desse livro. No capítulo "Vencendo o dinheiro", o autor afirma:

"Esse é o espírito do cristianismo. Se alguma mensagem afirma que Deus deve ser usado como meio, e não como fim em si mesmo, não é o evangelho de Jesus Cristo. O evangelho de Jesus prega a satisfação da alma em Deus. O evangelho apresentado como fonte de acesso aos desejos da alma é um evangelho distorcido. Usar Deus para a obtenção de objetos de desejo é perverter a relação, porque, na verdade, a nossa experiência com Deus deve nos dar satisfação naquilo que possuímos, e não acesso àquilo que desejamos. Quem quer ajeitar a vida com ajuda espiritual deve procurar um caminho diferente do evangelho de Jesus. A proposta legitimamente evangélica é outra, expressa por Paulo, apóstolo: "aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação" (Fp 4:12)" Ed René Kivitz

...e isso me abriu o pensamento de uma forma inexplicável.

4 comentários:

Tati Rodrigues disse...

sim sim... o evangelho de Jesus tem o poder de renovar a mente e abrir pensamentos, corações...

e de fato esta é uma reflexão que tem faltado na modernidade de um cristianismo liberal e superficial né...

parabéns pelo post. prossigamos!

bjs

Helian Oliveira disse...

Muito interessante!

Cíntia Mara disse...

Comprei esse livro, tá na lista de futuras leituras, rs. Parece bem interessante.

Bjos

Luciano disse...

Olá! Amei este post, pois nos leva a reflexão, que estão buscando o Senhor por aquilo que Ele pode dar, e não pelo que Ele É.