terça-feira, dezembro 12, 2006

o Adamastor...

das pessoas que conheci naquela quarta-feira, o Adamastor me pareceu a mais curiosa de todas...
ele era um sujeito engraçado que cedeu o lugar no ônibus para uma moça
mesmo ele já tendo uma certa idade.
Pois bem, isso é só um detalhe pq o quê o Adamastor me mostrou foi bem mais profundo
tudo começou quando eu o ouvi cantar
ele cantava aquele tipo de música romântica de avô...
sei lá de que década, 40, ou 50...
mas de qq forma, as canções eram do tipo fofas, sabe?
aí, qd a música acabava, o Adamastor lia qq coisa no lado de fora,
fosse um outdoor, ou a placa de algum estabelecimento...
lia pausadamente, bebendo as palavras e então sorria
caraca...
comecei a ficar intrigada com aquele cara
ele tava em pé
e a viagem demorava
ele era mais "velho" q eu
mas estava sendo mt mais feliz
enquanto no meu rosto, havia marcas de preocupação,
com o "sei lá o quê" q poderia acontecer no ônibus...
mas o Adamastor, não, ele sabia sorrir
e vibrar, com qq coisa
pois bem, o estopim disso tudo foi ouvi-lo anunciar com toda força
q tinha chegado o ponto dele
e ele disse "Chegou: Coelho Neto!"
como assim, esse cara?
não sei se ficou claro como ele era
mas a maneira de ele ver tudo me tocou por demais...
durante a viagem, enquanto o ouvia, eu ia dando risinhos comedidos
e olhando pro outro lado
mas como ele me divertiu, sem saber...
o nome dele?
é Adamastor pq eu soube o nome dele assim que me deparei com isso tudo
e fiquei procurando na mente
e dizia, eu sei o nome dele
até q encontrei
ficou bom né?

Um comentário:

wanessa disse...

mt maneiro catarina o q vc contou...
às vezes a coisa mais simples q existe na vida q a gt ñ dah importância ..provoca uma transformação incrível na gt q a gt se pergunta...poxa..como eu ñ percebia isso?...
axei mt legal esse fato q vc contou..
bjks
fik c Deus!
wanessa