quinta-feira, setembro 30, 2010

do escritor que não tem muito a dizer

a pessoa que escreve pode não ter muito a dizer.
mas sempre tem muito o que sentir
sempre tem muito o que pensar
sempre tem muito o que ver

[paradoxo?]

é que aquilo que sente, que pensa e que vê
nem sempre se transmuta facilmente em palavras

às vezes, fica tudo guardado, amarrado, não traduzido
vai acumulando pensar sobre pensar, dor sobre dor, amor sobre amor

Um comentário:

www.gloriosojesusblogger disse...

Por isso, querida,de vez em quando faz-se necessário parar um pouco para refletir como estamos procedendo, e se de fato, nossa conduta está agradando a Deus...Paz.