segunda-feira, junho 21, 2010

...para quem sabe surpreender...

Talvez você já tenha sentido o desejo de, como muitos, ser conhecido por uma habilidade que possua, mas, o que é necessário para ser conhecido mundialmente, em todas as épocas da humanidade?


A Bíblia nos fala de uma mulher que, com um ato de amor, recebeu a promessa do Senhor Jesus de que seria conhecida internacionalmente, onde quer que se falasse dEle.

Num jantar na casa de Simão, Jesus recebe uma visita incomum. Uma mulher derrama sobre Jesus um perfume caro, ungindo-O com o que tinha de mais precioso.


É claro que não lhe faltaram críticas. Dizia-se que tudo aquilo deveria ser entregue aos pobres, ao que Jesus respondeu:

"Deixai-a, para que a molestais? Ela fez-me boa obra. Porque sempre tendes os pobres convosco e podeis fazer-lhes bem, quando quiserdes; mas a mim nem sempre me tendes. Esta fez o que podia; antecipou-se a ungir o meu corpo para a sepultura. Em verdade vos digo que, em todas as partes do mundo onde este evangelho for pregado, também o que ela fez será contado para sua memória." Marcos 14.6-9

uma mulher e Jesus. uma chance, uma aproximação e ela aproveitou a oportunidade.

fico pensando no que eu faço com as oportunidades que me são oferecidas de homenagear o meu Jesus.
quantas vezes há um toque especial dEle na minha direção, um impulso dentro de mim para honrá-lo e como eu aproveito ou dou continuidade a este impulso.

creio que ser conhecido pelo mundo não é o mais nobre alvo de nossa existência, mas se isso envolve divulgar o nome de Cristo, devemos almejar tal posição.

ponho-me a pensar o que é o meu "vaso de alabastro". creio que cada um tem o seu. Jesus sabe o que eu posso fazer, como ele sabia que ela "fez o que podia" (v.8).

Ele sabe quando eu sobresaio. Ele sabe quando eu enrolo. Ele sabe quando eu fico aquém do esperado.
e admito que fico aquém muitas vezes.

o fato é que este texto me despertou o desejo de não ser apenas o básico, mas surpreender a Jesus com o meu amor, com a minha devoção, com a minha entrega.

não que Ele possa ser surpreendido, já que conhece todas as coisas, mas Ele sabe da intenção do meu coração.

2 comentários:

Tati Rodrigues disse...

Esse reconhecimento de nossa situação q brota da leitura da Palavra é sensacional, pois gera em nós a convicção da necessidade da mudança...

Sim, estar disposto a não apenas viver o básico, é preciso manter a chama acesa para aproveitar bem cada oportunidade...

Belo texto guria. até.

Cíntia Mara disse...

Eu acho que o nosso "vaso de alabastro" é a vida que temos que entregar a Deus a cada instante. E, ao entregá-la e submetê-la à Sua vontade, faremos o que for preciso para tornar o nome dele conhecido em todo o mundo.

Bjos