quarta-feira, maio 05, 2010

Cinco de Mayo

um membro um pouquinho distante da minha família faleceu hoje. soube a notícia há poucas horas. senti uma tristeza leve que está se aprofundando pouco a pouco. não sei se é a morte em si que me deixou triste, acho que é mais o fato de que soube muito pouco dele, embora eu tenha lembranças agradáveis dele, alguém que gostava de ser engraçado com as crianças da família. o que me levou a trazer isso aqui é o fato de lembrar da infinidade de coisas que um só dia pode trazer. 

07:00 - comecei o dia com uma leve discussão com a pessoa mais importante da minha vida. pedi desculpas. 

08:20 - encontrei uma mulher no ônibus que leu o livro que eu estava lendo e praticamente abriu o coração pra mim. nas palavras dela, ela nao se converte a Jesus por causa dos crentes do trabalho dela. aí, quase dei o livro pra ela, des-dei, quis dar de novo... chegou o ponto e eu desci desajeitada. 

09:00-18:00 - tive um dia aprazível no trabalho com pessoas interessantes, cheias de opiniões e informação... tanta que às vezes nem preciso interagir e já dá pra crescer mt no conhecimento do ser humano (um salve pra eles, se lerem isso)... continuando... 

18:10 - por milagre, o que contraria as leis do esperado, peguei um ônibus vazio na volta do trabalho... 

20:00 - não jantei. comi batatas Elma Chips e um Magnum. estranho. 

23:00- agora estou aqui, deixando toda essa informação fluir e com vontade de chorar. pra onde vai tudo isso? somos algo mais do que a comida que comemos, ou os amigos que temos, ou as risadas que damos com prazer? sou um ser que nao terá fim, disso eu sei. mas também acho que sou feita pra viver os momentos e apreciá-los na presença do Doador de sentido. Ele me presenteia com o simples e ao mesmo tempo melhor de Suas mãos. seja grato pelo próximo canto de passarinho que ouvir, pelo próximo abraço que receber. mas também não desgrude os olhos da sua próxima chance de tocar o espiritual. os olhos da mulher no ônibus estavam cheinhos de lágrimas, mas no fim da conversa, ela deixou que os amigos do trabalho a roubassem do contato com o Deus Eterno. ouvi João 3:16 dos lábios daquela mulher e me maravilhei com a universalidade desse verso. me encantei porque a graça de Deus se revela aos pequenos, necessitados, humilhados como nós. tudo isso num Cinco de Mayo, como diriam os mexicanos-americanos em comemoração; se eu tenho algo a comemorar? a graça de entender que Ele é mais do que o que eu não entendo, do que me deixa indignada, nada disso anula a graça Dele, nem o fato de que Ele me amou primeiro e Se sacrificou por mim.

Boa noite.

3 comentários:

cin disse...

Poxa miga. vc me deixa sem palavras..
A frase do meu msn hj é que existem somente dois dias no ano em que nada podemos fazer: o Ontem e o Amanha.
O Hoje nos surpreende, por mais que o planejemos na noite que o antecede..

Te ammoo

Jana disse...

è eu também vivo me perguntando, para onde vai tudo isso... E o porque de "tudo de ruim" acontecer em nosso mundo (fome, abandono, morte)....
Queria poder ter a oportunidade descobrir um mundo que não conheço...
Um beijo
E conforto ao coraçãozinho

Cíntia Mara disse...

O que posso dizer? Você já disse tudo, somos criados para passar a eternidade com Deus, mas nem por isso devemos deixar de aproveitar e viver intensamente cada instante, cada pequena alegria.

A morte sempre mexe com a gente, mesmo que seja de pessoas distantes. Sinto muito pelo seu parente :(

Bjos